segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Hardcore Capixaba em SP!

Bem longe da praia e muito próximo da chuva ácida, duas bandas capixabas se aventuraram para São Paulo, numa lata de sardinha apelidada de "vã". Dois shows foram marcados, um no Espaço Impróprio (local que faz jus ao nome, uma espécie de porão onde rolam shows, ensaios e na parte superior possui uma lanchonete e um bar) e outro no 15º Festival de Hardcore de São Paulo (envento organizado pelo coletivo Verdurada, naquele velho esquema faça-você-mesmo).

O show do Impróprio foi insano, a galera se dopou com o cheiro de cola que tomava conta do local e se divertiu com a chuva de isopor, espuma e confetes no show do Morto Pela Escola, que além de se apresentar, fez uma sessão de fotos para a revista 100% skate. Infelizmente a vizinhança resolveu reclamar e o Ex Inferis teve que diminuir o set, apesar disso a banda fez um show brutal, coeso e empolgante.

Todos estavam ansiosos para o segundo show, que aconteceu no domingo (segundo dia de festival). O Ex Inferis tocou em terceiro, não foi tão bom quanto o show do impróprio, mas foi violento, além disso reviveram o Jäzzus tocando a música, “Coma lixo e pague por isso”).


O show do Morto Pela Escola foi animal! O público estava empolgado, cantando as músicas e agitando com aquela festa de sempre. No final, rolou o sacrifício da guitarra do mestre Renzo Hendrix, que isolou para que o público destruísse sem nenhuma piedade. Memorável! A primeira guitarra quebrada no festival de Hardcore de São Paulo é capixaba.


Alex

5 comentários:

K22 disse...

antologico

JuL* disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhh e eu estava lah! pelo enos na verdurada ;D
curti pra caramba! \o/

Fágner disse...

Caralho, agora sim o São Tomé aqui acredita na guitarra quebrada! Renzo, defendendo a legião de guitarristas canhotos, destruindo sua Black Eagle. Fenomenal!

fernando disse...

cara. deve ter sido massa.

dfhardcore disse...

morto pela escola comanda!
vou colocar voces nos links do dfhardcore.
abraços do cerradão
alice